O padrão alimentar atual inclui alimentos que acabam intoxicando o organismo e causam sintomas como inchaço, cansaço sem explicação, insônia, má digestão, retenção de líquido, dor de cabeça, ganho de peso, dificuldade de concentração e estresse. Geralmente, esses vilões são alimentos processados, que trazem em sua composição hormônios, agrotóxicos, antibióticos (em carnes), gorduras, açúcares, farinhas refinadas e aditivos químicos, além das bebidas alcoólicas.

A boa notícia é que é possível combater esses “estragos” e desintoxicar o organismo também com a alimentação! E, ao contrário do que muita gente pensa, adotar uma dieta detox não significa restringir calorias, passar fome ou sofrer por não poder comer. Uma dieta detox preza por alimentos frescos, naturais, integrais e pela ingestão de pelo menos dois litros de água por dia, para ajudar no funcionamento do sistema digestivo, dos rins e do fígado.

Listamos alguns alimentos detox que devem fazer parte de uma rotina saudável e algumas receitas que você pode acrescentar ao cardápio diário ou semanal.

CONHEÇA ALGUNS ALIMENTOS DETOX PARA LIMPAR SEU ORGANISMO

Abacate

É rico em fibras, antioxidantes, vitaminas A, B1, B2 e E, sais minerais – como ferro – e gorduras monoinsaturadas (gorduras “do bem”. Que melhoram os níveis do bom colesterol – HDL). Seu efeito desintoxicante é potencializado se associado ao limão.

 

Alcachofra

Rica em fibras, proteínas, ácido fólico, magnésio e potássio, a alcachofra aumenta a produção de bile, enzima produzida pelo fígado cuja função é quebrar moléculas de bebidas e alimentos – tanto as nocivas, como gordura e álcool, facilitando a eliminação, quanto as boas, melhorando sua absorção.

 

Alho

É um excelente anti-inflamatório, antisséptico e antiviral; age protegendo as células; potencializa a ação das enzimas do fígado, ajudando-o no processo de limpeza, regulando os níveis de colesterol. Ajuda a reduzir a toxicidade de metais pesados; tem ação diurética.

 

 

Aspargo

Além de ajudar no processo de desintoxicação, o aspargo previne o envelhecimento precoce, blinda o coração, é anti-inflamatório e protege o surgimento de alguns tipos de câncer, como o de mama. Atua diretamente na drenagem do fígado, potencializando a filtragem de toxinas, como o álcool e metais presentes em alguns alimentos.

 

 

Azeite de oliva

Trocar os óleos (de soja, de canola, de milho etc.) por azeite de oliva para cozinhar e, principalmente, aumentar a ingestão dele cru é excelente para quem deseja cuidar do fígado e do coração. Uma colher de sopa de azeite na salada ou misturada a suco de frutas ajuda o fígado a eliminar toxinas e também é bom contra pedra na vesícula.

 

Beterraba

A beterraba é fonte de nutrientes fundamentais para a saúde, como cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, cobre, manganês, selênio, vitaminas A, C, K e do complexo B. É antioxidante; previne o surgimento de doenças cardíacas; age no sistema nervoso; protege os músculos; e age no fígado, auxiliando na desintoxicação do organismo.

 

 

Brócolis

Brócolis é um vegetal altamente nutritivo que, além de atuar no sistema cardiovascular, digestivo e imunológico, é um potente agente desintoxicante, devido à alta concentração de sulforafano, um composto químico que potencializa a eliminação se substâncias nocivas como a acroleína – ingerida em alimentos fritos em alta temperatura e que aumenta o risco de câncer – e o benzeno – presente no ar e que também é cancerígeno e causa danos ao sistema imunológico.

Para uma dieta detox, o ideal é comer brócolis crus ou tomar chá de brócolis todos os dias durante duas semanas.

 

Capim-limão

Em chás ou sucos, o capim-limão age no fígado, nos rins, bexiga e no sistema digestivo. Tem efeito antiespasmódico, antidepressivo expectorante, analgésico, calmante e antibacteriano.

 

 

 

Chá Verde

O chá verde frequentemente é uma ótima adição a qualquer programa detox por causa de seu valor antioxidante. Antioxidantes são úteis porque eles ajudam a procurar e matar radicais livres antes que eles possam causar danos. Essa é uma ótima bebida apenas por isso.

Ter um bom estado mental é uma questão de saber que você está fazendo o melhor pelo seu corpo. Isso pode ser uma coisa tão simples quanto substituir refrigerantes e sucos por chá verde, assim você pode beneficiar seu corpo ao invés de machucá-lo.

 

Couve (e couve de Bruxelas)

A couve contém nutrientes, como potássio, vitamina A, ácido fólico, cálcio e fibras, e age auxiliando eliminação de toxinas pelos rins e fígado. Além disso, é rica em antioxidantes e tem propriedades anti-inflamatórias.

 

Gengibre

O gengibre tem propriedades adstringentes que são importantes na eliminação de toxinas pelo fígado e rins, auxiliando principalmente no metabolismo da gordura e do álcool. Essa raiz atua, ainda, como antioxidante, anti-inflamatória, protege o estômago, ativa o metabolismo e reduz o risco de câncer.

Para potencializar o caráter detox do gengibre, você pode usá-lo cru em sucos de frutas, fazer infusões e deixar esfriar para ingerir ao longo do dia ou até mastigá-lo.

 

Limão

O suco do limão tem potente ação adstringente, que elimina toxinas, principalmente gorduras, sendo um importante aliado nas dietas detox. Além disso, o limão ajuda no tratamento da prisão de ventre, protege o organismo de doenças degenerativas, tem ação cicatrizante e antioxidante, previne o envelhecimento precoce e alguns tipos de cânceres.

O indicado é beber o suco de um limão espremido em meio copo de água morna em jejum todas as manhãs.

 

Repolho

Rico em fibras, proteínas, vitaminas (A, B6, C, E e K), manganês, cálcio, ferro, fósforo, cobre e zinco, o repolho (tanto o verde quanto o roxo) é indicado para quem quer perder peso; para proteger o coração e diminuir o risco de câncer; para aumentar a imunidade; para prevenir o Alzheimer; para fortalecer os ossos; e para auxiliar o fígado a metabolizar o colesterol ruim (LDL), além melhorar o funcionamento dos intestinos – responsáveis por expelir as toxinas.

O ideal é que o repolho seja ingerido cru, em saladas, devendo ser cortado somente quando for consumido, para não perder suas propriedades.

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *