Florianópolis é mundialmente conhecida por suas lindas e muitas praias que se diferenciam em tons e texturas da areia, no verde-azul das águas de mares calmos – como na Praia da Lagoinha ou na Praia do Forte – ou bravos, ótimo para a prática do surf – como no Moçambique e na Joaquina. Geralmente, tanto turistas quanto moradores, acabam passando o verão inteiro nas praias e, com isso, perdem programas imperdíveis na Ilha da Magia. Neste verão, que tal variar um pouquinho e aproveitar tudo que este “pedacinho de terra perdido no mar” tem para oferecer?

 

DEZ PASSEIOS IMPERDÍVEIS PARA FAZER EM FLORIPA NO VERÃO

#Visitar os mirantes da cidade

Em alguns pontos, como Morro da Cruz, Ponte Hercílio Luz, Praia Brava, Praia Mole e Morro das Pedras, você pode ter uma visão privilegiada de pontos da cidade com paisagens de tirar o fôlego. No Morro da Cruz, há, ainda, o Parque Natural do Morro da Cruz, com trilha, mata nativa, quadras, anfiteatro, lago, área para piquenique e parquinhos para crianças.

 

#Turistar pelo Centro Histórico

O Centro Histórico de Florianópolis é lindo, colorido e ainda preserva ares de cidade de interior, principalmente quando se depara com os senhores jogando dominó ou xadrez nas mesas no largo da Catedral.

Em um passeio pelo Centro, é possível visitar o Museu Histórico de Santa Catarina, no Palácio Cruz e Sousa (antiga sede do governo de Santa Catarina); o Mercado Público, parada obrigatória para um pastel com chope ou com caldo de cana; a Casa da Alfândega, onde é possível comprar souvenirs da cidade; a Praça 15 de Novembro, com a figueira centenária; a Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Homens Pretos (que teve sua construção iniciada em 1787), com sua escadaria repleta de história; o casario da Rua dos Ilhéus e o do fim da Rua Fernando Machado, ambos com um colorido bastante especial; e a Catedral Metropolitana, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 

#Conhecer o Projeto Tamar e o Projeto Lontra

O Projeto Tamar fica na Barra da Lagoa e foi criado para pesquisa, conservação e manejos de espécies de tartarugas marinhas da fauna brasileira. O visitante pode ver de perto as tartarugas em tanques de conservação e conhecer mais sobre as espécies. O Tamar realiza também a soltura de filhotes (verifique a agenda nas redes sociais do Projeto), uma atividade em que o público pode acompanhar a corrida dos filhotinhos de tartaruga rumo ao seu habitat natural.

O Projeto Lontra, na Lagoa do Peri, trabalha na proteção da lontra neotropical e da ariranha, bem como na preservação da Mata Atlântica e Pantanal, cuidando para a manutenção de toda a biodiversidade desses sistemas. É preciso verificar os horários de visita, pois os animais ficam acordados somente algumas horas por dia.

 

#Fazer uma trilha

Quem gosta de contato com a natureza, atividades ao ar livre e um pouco de aventura, Floripa tem diversas trilhas, com belas paisagens e diferentes níveis de dificuldade.

Quem tem pouco preparo, pode começar pela trilha do Gravatá, uma praia paradisíaca entre a Praia Mole e a Joaquina. A trilha da Costa da Lagoa também não exige muito esforço e pode ser feita só a ida (a volta pode ser de barco, que para na Avenida das Rendeiras).

Na Lagoinha do Leste é possível chegar pelo Pântano do Sul, numa trilha mais curta, mas bastante íngreme, ou pelo Matadeiro, um caminho mais longo e que exige mais esforço.

Nas redes sociais, é possível encontrar páginas que servem de encontro de “trilheiros”, onde você pode marcar um passeio, tirar suas dúvidas sobre trilhas e fazer amigos.

 

#Andar a pé pela Lagoa da Conceição

A Lagoa da Conceição é um misto de belezas naturais, comércio, feirinha de artesanato, gastronomia e esportes. Deixe o carro em um estacionamento e explore a Lagoa a pé. Você pode praticar kitesurf, stand up paddle, sandboard (nas dunas da Joaquina ou da Avenida das Rendeiras).

 

#Assistir a um clássico no estádio

Em janeiro começa o Campeonato Catarinense. Vale a pena ficar de olho na tabela e assistir a um Avaí x Figueirense no estádio. Os clássicos movimentam a vida dos manezinhos e, seja na Ressacada ou no Orlando Scarpelli, a energia das torcidas é contagiante.

 

#Ver o pôr do sol em Santo Antônio de Lisboa

Um passeio pela “freguesia” de Santo Antônio de Lisboa é imperdível. E, para finalizar uma tarde entre a beleza das casas açorianas e a feirinha da praça, nada como o – segundo muitos moradores e turistas – pôr do sol mais lindo da Ilha. Nesse cantinho de Florianópolis, parece que o sol se põe mais devagar, derramando tons entre o dourado e o vermelho, que rendem uma experiência linda, além de belas fotos.

 

#Visitar o continente

Florianópolis não é só ilha, e o continente também reserva belas paisagens e ótimos passeios. Que tal atravessar a ponte a pé ou de bicicleta e caminhar até a beira-mar continental?
Os bairros de Coqueiros, Itaguaçu – onde fica o “salão de festa das bruxas”, de Franklin Cascaes – e Bom Abrigo também tem belos lugares.

 

#Ir às fortalezas da Ilha

Os fortes da Ilha de Santa Catarina são preservados como patrimônio histórico nacional. Construídas no século 18 para proteger a terra dos ataques espanhóis, reza a lenda que seus canhões nunca disparam nenhum tiro efetivamente. São abertas à visitação as fortalezas de Santa Cruz, na Ilha de Anhatomirim; São José da Ponta Grossa, na Praia do Forte; Santo Antônio, em Ratones; Forte de Santana, na Beira-Mar Norte; Forte Santa Bárbara da Vila, ao lado do Terminal Urbano Cidade de Florianópolis.

 

#Almoçar em um dos restaurantes Família Tagliari

Os restaurantes Família Tagliari estão abertos durante todo o verão, de segunda a sábado (rua Almirante Lamego) e de segunda a sexta (Agronômica), com opções de alimentos selecionados, com receitas deliciosas e variadas. Faça uma visita a uma de nossas unidades.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *